news

Radar News

15/07/2020 08:11

Índices da China fecham em baixa após sanção dos EUA

Presidente dos Estados Unidos determinou fim do status especial de Hong Kong para responsabilizar a China pela lei de segurança nacional que impôs à ex-colônia britânica. Os índices acionários da China encerraram em baixa nesta quarta-feira (16) após uma sessão volátil já que as ações dos Estados Unidos contra Hong Kong afetaram o sentimento do mercado. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, caiu 1,29%, enquanto o índice de Xangai teve queda 1,56%. O subíndice do setor financeiro do CSI300 perdeu 2,26%, o de consumo subiu 0,93%, o imobiliário caiu 2,88% e o de saúde ganhou 1,78%. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou na terça-feira que determinou o fim do status especial de Hong Kong para responsabilizar a China pela lei de segurança nacional que impôs à ex-colônia britânica, e assinou um projeto de lei aprovado pelo Congresso para penalizar os bancos que fazem negócios com autoridades chinesas que implementaram a nova lei de segurança. A China afirmou nesta quarta-feira que vai impor sanções retaliatórias a pessoas e entidades dos EUA após a ação de Trump. Em Tóquio, o índice Nikkei avançou 1,59%, a 22.945 pontos. Em Hong Kong, o índice Hang Seng subiu 0,01%, a 25.481 pontos. Em Xangai, o índice SSEC perdeu 1,56%, a 3.361 pontos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzen, retrocedeu 1,29%, a 4.744 pontos. Em Seul, o índice KOSPI teve valorização de 0,84%, a 2.201 pontos. Em Taiwan, o índice Taiex registrou baixa de 0,05%, a 12.202 pontos. Em Cingaoura, o índice Straits Times valorizou-se 1,10%, a 2.648 pontos. Em Sydney, o índice SP/ASX 200 avançou 1,88%, a 6.052 pontos.

partners:
® All rights reserved.